HISTÓRIA

Em janeiro de 2015, nasce o Studio de Dança Katiana Pena. De forma muito simples, dentro da sala da própria casa, a coreógrafa Katiana Pena começou a dar aulas de dança para alguns jovens da sua comunidade.

No início, quando aberto para o público, o Studio cobrava uma ajuda de custo para poder pagar, pelo menos, as contas de água e luz. Com o passar do tempo, Katiana fez a demolição das paredes de sua casa para construir uma sala de dança e, ao dar aulas gratuitas em um supermercado do bairro, ganhou as barras de ballet, para oferecer melhores condições para as aulas, em instalações mais adequadas para os alunos.

E assim continuou, apesar das grandes dificuldades, mantendo 25 bolsistas em uma sala pequena, sem o piso adequado, além de mais 100 alunos regulares, com idades a partir dos 3 anos, e uma equipe de 6 jovens voluntários, que permanece até hoje.

Esta etapa durou cerca de dois anos e meio até que, em abril de 2017, uma jornalista entrou em contato com a Katiana, solicitando fazer uma visita informal ao Studio; e posteriormente, enviou uma equipe para conhecer o local e observar o que era feito ali.

Naquele momento, era impossível imaginar que aquela equipe fosse do programa de TV “Caldeirão do Huck”, e que estava ali para conhecer o trabalho da Katiana e a maneira como era executado. E no dia 30 de junho de 2017, o apresentador do programa, Luciano Huck, aparece em frente à casa onde funciona o Studio, causando grande surpresa e oferecendo, assim, a reforma de todo o espaço, executada em tempo recorde, e equipando o Studio com os itens necessários ao funcionamento de uma escola de dança: barras, espelhos, piso especial, instrumentos para alongamento, além de uma área de convivência para os alunos e uma minibiblioteca equipada com dois computadores.

A partir de então, surgiu a necessidade de oficializar o Studio, criando o Instituto Katiana Pena, que passa a oferecer aulas de dança para a comunidade, sem custo algum e, assim, começou a funcionar no mês de setembro de 2017.

Clique Aqui e assista aqui a nossa história no Caldeirão do Hulk.

No dia anunciado para as inscrições, a partir das 5 horas da manhã, formou-se uma longa fila no bairro, o que resultou na matrícula de 500 novos alunos, entre crianças e jovens, inscritos para as aulas de dança. E o critério adotado para a aceitação de matrícula é que todos os novos alunos estejam frequentando a escola formal.

Paralelamente à dança, o Instituto também oferece, aos alunos, um reforço complementar para auxiliar nos estudos formais, além de leitura, acompanhamento psicopedagógico, contação de histórias e acesso a informática. Tudo isso tem acontecido sem qualquer apoio financeiro fixo; e é mantido, apenas, com pequenas doações de microempreendedores e parceiros locais.

NOSSOS PARCEIROS

Não seriamos nada sem nossos parcerios, eles nos ajudam, apoiam e fazem o sonho continuar vivo. Quer nos ajudar com uma parceiria?

SEJA NOSSO PARCEIRO